Log in Sign up

COVID-19 nos Estados Unidos - Carta de um irmão

Postado por Júlio Marcos Mattos Ometto em

Amados irmãos em Cristo,

diante de toda a situação atual, muitas vezes podemos nos sentir desamparados e até mesmo desanimados, mas queremos através desse email incentivar os santos a se voltarem para Deus, e sermos agradecidos por TUDO que Ele tem permitido que ocorra, porque a vontade dEle é perfeita e agradável. 
 

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.”
Romanos 8:28
“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” 
1 Tessalonicenses 5:18


Segue a carta de uma família (Joshua e Raquel Bolender)  de irmãos dos Estados Unidos, para que possamos nos sentir motivados, mesmo em tudo com o que nos deparamos:
 



23 de Abril de 2020

Os Estados Unidos é um país muito grande, partindo da parte norte das Ilhas Marianas e Alaska até Maine e Porto Rico. Devido ao tamanho  do país, Covid-19 tem afetado certas áreas muito mais que outras. Nova York tem sido particularmente muito afetada, porém em áreas como Dakota do Norte as medidas de distanciamento social não foram impostas. O grau no qual nossa família tem sido afetada pela pandemia será sem dúvida muito diferente daquelas famílias que vivem em Nova York, ou na Samoa Americana. Assim que, eu apenas ​posso escrever como uma pessoa que vive no Noroeste Pacífico.

Nossa família vive em Puyallup, Washington, uma cidade pequena próxima à Seattle. Seattle é uma cidade de muita influência na Costa Oeste, conhecida como Silicon Valley do norte. Amazon, Boeing,  Microsoft e Starbucks têm base na região de Seattle. Jeff Bezos, Bill Gates e Steve Ballmer vivem aqui. Seattle foi também o epicentro do Covid-19 nos Estados Unidos.

A região metropolitana de Seattle confirmou o primeiro óbito de Covid- 19 nos Estados Unidos no dia 29 de Fevereiro de 2020. Porém, com o tempo, outros óbitos devido ao Covid-19 foram confirmados na região de Seattle, como, por exemplo, em um lar de idosos em Kirkland, Washington, que teve 43 óbitos relacionados ao Covid- 19. 

Todas escolas e centros recreacionais no Estado de Washington foram fechados no dia 17 de Março. No dia 25, do mesmo mês, o Governador Inslee ordenou que todos os moradores de Washington não saíssem ​das suas casas, exceto para realizar atividades essenciais, tais como compras de alimentos, e para aqueles que trabalham em “​ramos essenciais”, como polícia, hospitais e farmácias. Todos os demais negócios estão fechados. O trânsito tem reduzido imensamente, e parques e muitos outros lugares foram fechados. Seattle tem sido descrita, atualmente, como cidade fantasma.

Inicialmente, as pessoas estavam armazenando comidas e suprimentos, especialmente papel higiênico, mas felizmente as compras em estado de pânico pararam. As pessoas voltaram aos hábitos normais de compras. E o estoque de comida é mais que o suficiente, e as necessidades essenciais têm sido supridas.

Até agora, o estado de Washington teve 692 mortes relacionadas ao Covid-19, comparado com a cidade de Nova York que tem 20.792 mortes, aparenta ser uma situação não tão crítica. ​O índice de novas infecções de Covid-19 em Washington tem diminuído, porém ainda temos novos casos sendo reportados diariamente. A quarentena ​continua e provavelmente permanecerá em vigor pelo menos até maio, possivelmente mais. A “Reabertura” da economia ocorrerá aos poucos no esforço de limitar surtos futuros. 

A assembleia dos crentes reunidos ao nome do Senhor na rua Henderson em Seattle é pequena. O  grupo é composto de aproximadamente 20 santos, muitos dos quais são idosos com condições de saúde ​correspondentes. Nós não temos nos reunidos no salão ou em casas desde fevereiro.

Em vez disso, os irmãos têm ​realizado reuniões virtuais de estudo e oração, usando os serviços de conferência Zoom. Sendo isso uma das  bênçãos, uma vez que duas famílias que estão fisicamente isoladas, e vivem a horas do salão de reunião, ​puderam estar presentes regularmente nas reuniões online. Nós ​podemos vê-los mais durante as reuniões online do que antes da pandemia. Santos de lugares tão distantes como Arizona e Lyon, na França, também têm participado de nossas reuniões online. Parece muito apropriado que, ao encontrarmos uma maneira de nos reunirmos, estamos atualmente estudando o livro de Esdras em nossas reuniões de estudo. (Clique aqui e tenha logo o seu exemplar em mãos - uma recomendação DLC)

Outra bênção durante esse período de distanciamento social foi que famílias, inclusive a nossa, foram forçadas a desacelerar, passar mais tempo uns com os outros e refletir. Porém muitas famílias têm se deparado com o desemprego por mais de um mês ​já. ​Tudo isso tem causado um aumento de desemprego nacional e dificuldade financeira. Felizmente, nossa família não foi ​tão afetada quanto a maioria. Raquel trabalha na área da saúde e eu trabalho na aplicação da lei. Ambos os trabalhos estão entre os serviços essenciais e não foram afetados. Raquel foi a mais afetada ao fazer a transição para ver pacientes online, através de visitas usando Telehealth, e não pessoalmente. Outras famílias da assembleia, na qual nos reunimos em Seattle, também estão trabalhando em casa ou têm empregos em serviços essenciais.

Nossas filhas, Skye e Agatha, estão em casa desde que as escolas foram fechadas um mês atrás. Elas têm mantido contato com os amigos usando FaceTime. Agatha joga hóquei e o final de sua temporada foi cancelada quando as pistas de gelo foram fechadas. Ontem, ela participou de uma festa de aniversário virtual de um de seus amiguinhos por Zoom. Foi um momento de muita alegria para ela. Skye faz patinação no gelo e também não ​pôde praticar, porém sua instrutora tem providenciado aulas de equilíbrio pelo Skype.

Skye e Agatha permaneceram ativas andando de bicicleta pelo nosso bairro e jogando ​hóquei de rua ​no lugar em que vivemos. Nossos vizinhos idosos têm desfrutado em assisti-las de suas janelas. As meninas também passaram a ter aulas de piano online. (Skye está aprendendo “Os sinos da Grã-Bretanha” pelo Skype com sua professora de piano enquanto escrevo esta carta.) Skye e Agatha têm se adaptado muito bem a todas essas transições, apesar de Agatha sentir falta de jogar hóquei no gelo. Rebecca está ajudando-as com as atividades escolares desde que a escola foi fechada. Temos sido muito abençoados por ter a ajuda dela.

Nós somos agradecidos pela maneira que O Senhor tem abençoado nossa família. Temos sido mantidos em segurança e conforto, descansando na certeza do breve retorno do Senhor.


Em Cristo,
Joshua Bolender.


Compartilhe esta postagem



← Postagem anterior Postagem seguinte →


0 comentários

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados.